REVISTA

GERAL BAHIA

EM MACARANI – Ministério Público dá ultimato e estipula prazo de 90 dias para açougueiros trabalharem dentro das normas.

MPE DÁ ULTIMATO AOS AÇOUGUEIROS DE MACARANI.

Depois
de receber denúncia do Departamento
De Vigilância Sanitária
sobre a precariedade do abate e comercialização
da carne suiná (de porco) em Macarani e fomentado a questão
do abate de bovinos após indicativo do Vereador
Janilton Alves (DEM),
que pediu a construção de um abatedouro público
municipal, o Ministério Público
Estadual (MPE-BA),
entrou de vez na discussão.

No
último dia 13, foi emitida para todos os açougueiros e comerciantes de carnes
da cidade uma intimação para uma reunião que foi realizada na manhã desta quarta-feira (28) no
auditório do Fórum Sílvio Benício.

INTIMAÇÃO DO MPE AOS AÇOUGUEIROS.

Cerca
de 50 comerciantes de carnes entre eles os que atuam no mercado da feira livre,
proprietários de supermercados e açougueiros que atuam nos bairros da cidade se
fizeram presentes a reunião que contou com as presenças da Dra. Guiomar Rabelo De Miranda, da Sra. Thiara e equipe da
Vigilância Sanitária, do Veterinário representante do escritório da ADAB
(Agencia de Defesa Animal da Bahia) Zequinha Neves, Dr. Daniel Fernandes,
 advogado representante dos açougueiros e também esteve presente o Vereador Janilton Alves, que representou o Legislativo Municipal.
Em pauta, o fim imediato do
abate clandestino de animais bovinos, suínos e ovinos e sua comercialização nos
açougues e mercados da cidade. O problema do gado é que os açougueiros hoje pagam
160 reais para levar e trazer um animal para ser abatido o Frigorífico Sudoeste
em Itapetinga: “Hoje nós pagamos 80 reais para ir e 80 para trazer o animal abatido
e ainda perdemos muito no peso porque o gado vem limpo demais! E a perda gera
aumento no valor da carne que é repassado ao consumidor. E quanto ao porco, não
temos um abatedouro em Itapetinga, o mais próximo fica em Vitória da Conquista,
vai se tornar inviável açougueiro pequeno trabalhar com a carne de porco em
Macarani”.
Declarou um açougueiro ao RGBAHIA, reproduzindo o argumento de todos os comerciantes
presentes a reunião.
Diante
do impasse e das argumentações dos açougueiros, a Promotora Dra. Guiomar Rabelo De Miranda, concedeu o prazo
de 90 (noventa dias), a
contar deste sábado (30) até 30 de dezembro, para que o comércio de carnes em
Macarani esteja todo ele 100%
dentro das normas sanitárias.
Os
açougueiros decidiram fundar uma associação com a finalidade de representar a
categoria e também adquirir uma câmara fria que possa ser usada coletivamente
para o armazenamento das carnes.
O Vereador Janilton
Alves
,
se comprometeu a levar o assunto novamente a Câmara, e tentar junto ao Prefeito que seja disponibilizado
um carro (caminhão baú) equipado
com câmara fria para transportar os animais sem a cobrança da taxa aos
comerciantes.

Vamos
ouvir o que disse o Vereador e qual sua opinião sobre o encontro dos
açougueiros com a Dra. Guiomar, representante do Ministério Público Estadual. Acesse
o áudio:

FAZENDAS-VALE-VERDE
FAZENDAS VALE VERDE
DIA DAS MÃES
REDE FRUT FRIOS LUGAR DE GENTE FELIZ
438088503_18223182589286244_8693470546602257569_n
LABOR O LABORATÓRIO DA SAÚDE REGIONAL - O mês de maio no Labor é o mês das mães! Por isso, como forma de retribuir todo cuidado e amor que elas dedicam a nós estamos oferecendo o check-up mãe: 18 exames por preço super especial. Deixe o Labor cuidar de quem sempre cuida de tudo!
OFICIAL DA OTO
CLÍNCA OTONEURO - SUA SAÚDE EM BOAS MÃOS
75fc36a1-13f0-4804-a3c6-5937248cf4a9-575x1024
SAAE DE MACARANI - ÁGUA PARA TODOS
434153736_2528971897288533_4220592963380261260_n
CONSTRULAR - SUA CASA DA BASE AO ACABAMENTO
PANIFICADORA-AMERICA-1
PANIFICADORA AMÉRICA